Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome
Email

Ordem gaúcha prestigia entrega da obra de revitalização do Largo dos Açorianos

As obras do Largo dos Açorianos, no centro de Porto Alegre, foram oficialmente entregues nesta quinta-feira (22). A presidente da Comissão de Direito Ambiental da OAB/RS, Marília Longo, representando o presidente da OAB/RS, Ricardo Breier, participou do evento de inauguração da revitalização. Durante a solenidade, Marília lembrou que a parceria entre Ordem gaúcha e Prefeitura foi formalizada em 2009, ainda no primeiro mandato do ex-presidente Claudio Lamachia. Na época, foi assinado um Termo de Adoção na presença do ex-prefeito José Fogaça. “A OAB/RS, além de participar de persas reuniões, sediou alguns encontros para debater projetos e melhorias no local”, ressaltou. A estrutura contempla dois espelhos d'água em níveis distintos, interligados por uma queda d'água. A ordem de início da reurbanização foi assinada no dia 3 de outubro de 2016, com a empresa Elmo Eletro Montagens Ltda, vencedora do processo de licitação. O custo da obra foi de R$ 5,4 milhões. Histórico Na Praça dos Açores, fica um dos monumentos históricos mais importantes da Capital: a Ponte de Pedra. Antigamente, a ponte cruzava o Arroio Dilúvio e era a única ligação entre as chácaras do sul e o Centro da cidade. A edificação substituiu uma primitiva ponte de madeira erguida quase no mesmo local por volta de 1825. Várias vezes reconstruída em razão dos estragos causados pelas enchentes e pela deterioração natural da madeira, a ponte foi fechada ao trânsito em março de 1848, altura em que estavam quase finalizadas as obras para uma nova ponte, mandada edificar já em 1846 pelo Conde de Caxias, presidente da província. A nova obra deveria ser mais durável e foi construída de alvenaria de pedra, sendo inaugurada também em 1848. Em 1937, o arroio começou a ser retificado, e a ponte perdeu a sua função, mas sobreviveu como memória daqueles tempos. Transformada em monumento urbano e testemunha do passado, a ponte de pedra foi tombada pelo município em 1979 e ganhou um espelho d’água sob os seus três pilares em arco, embora o nível da água tenha sido estabelecido bastante alto, acima dos seus pilares que usualmente ficavam à vista. Seu aspecto atual é o mesmo quando sob uma condição de enchente. Presenças Participaram da inauguração: o prefeito Nelson Marchezan Júnior; a presidente da Casa dos Açores do Estado do Rio Grande do Sul, Carla Marques Gomes; os secretários municipais de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Germano Bremm; da Cultura, Luciano Alabarse; de Comunicação, Orestes de Andrade Júnior; de Serviços Urbanos, Ramiro Rosário; a adjunta de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Viviane Diogo; o diretor-presidente da EPTC, Fábio Berwanger; o secretário Extraordinário de Mobilidade Urbana, Rodrigo Tortoriello; o comandante da Guarda Municipal, Marcelo do Nascimento Silva; o subcomandante, Cloverson Silveira Gonçalves; o diretor de Inovação da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Paulo Renato Ardenghi; o diretor de Turismo de Desenvolvimento Econômico, Leonardo Balardin; representando o Ministério Público do RS, o promotor de Justiça  Maurício Trevisan; os vereadores Moisés Barboza, Mauro Pinheiro, Cláudio Conceição, Valter Nalgestein, Lourdes Sprenger  e Cassiá Carpes; o presidente do Conselho Regional de Educação Física, Edgar Meurer; o presidente da Federação Israelita, Zalmir Schuartzman; e o presidente do Rotary Club, Alcides Pozzobom.
23/08/2019 (00:00)
Visitas no site:  41429
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia