Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome
Email

Órgão Especial do TJRS aprova Regimento Interno do CJUD

Órgão Especial do TJRS aprova Regimento Interno do CJUD Centro cuida da formação e desenvolvimento de pessoas do JudiciárioO Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul concluiu, em sua mais recente sessão, no último dia 8/7, a votação que aprovou o Regimento Interno do CJUD . O relator do processo, Desembargador Marcelo Bandeira Pereira, votou pela aprovação da proposta de Regimento Interno apresentada pela Escola Superior da Magistratura. O CJUD, como integrante do Gabinete da Presidência do TJRS, auxiliará a Administração do Tribunal na formulação e será responsável pela implementação da política de capacitação e desenvolvimento de pessoas do Poder Judiciário gaúcho, conforme prevê o artigo 1º do Regimento. O Conselho Gestor do CJUD será composto por cinco membros: um dos Vice-Presidentes indicado pelo Presidente do TJ; o  Corregedor-Geral de Justiça; o Diretor do Conselho de Formação; o Diretor da Escola encarregada da formação dos Magistrados; e um docente indicado pelo Diretor e aprovado pela Administração do TJ. Caberá ao Conselho Gestor, entre outras atribuições, fixar políticas gerais de atuação do CJUD, bem como deliberar sobre demandas de capacitação de Magistrados, a serem executadas, mediante convênio, pela Escola Superior da Magistratura, designada escola oficial do Poder Judiciário pela Lei Estadual Nº 14.597/2014; aprovar o Planejamento Estratégico do CJUD; firmar convênios, parcerias e realizar intercâmbios com universidade, escolas judiciais e demais instituições; deliberar sobre o projeto pedagógico e sobre a proposta orçamentária.A Direção  do Centro de Formação é o órgão executivo do CJUD, formada de um Diretor, necessariamente um Desembargador, e de um Vice-Diretor. Compete ao Diretor representar o CJUD perante instituições de ensino públicas e privadas e o CNJ. A estrutura do CJUD é composta ainda de uma Secretaria, unidade subordinada à Direção. O Secretário será um servidor com formação superior, designado pela Direção. O Coordenador Pedagógico será indicado pelo Diretor do CJUD dentre servidores dotados de competência técnica para o exercício da função.Em seu voto, o Desembargador Marcelo Bandeira Pereira fez uma retrospectiva dos acontecimentos desde o início da tramitação do processo, destacando que o voto-vista do Desembargador Rui Portanova sobre o caso foi muito elucidativo. A proposta aprovada é resultado de longo tempo de diálogo entre a Escola Superior da Magistratura da AJURIS e a Alta Administração do TJ, por meio da Coordenação do CJUD e da Corregedoria-Geral da Justiça. EXPEDIENTETexto: Carlos Alberto Machado de SouzaAssessora-Coordenadora de Imprensa: Adriana Arendimprensa@tjrs.jus.br Publicação em Fri Jul 12 09:38:00 BRT 2019 Esta notícia foi acessada: 24 vezes.
12/07/2019 (00:00)
Visitas no site:  26923
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia